quinta-feira, 4 de agosto de 2011

UMA NOITE INESQUECÍVEL

Olá meus amigos e queridas amigas.
Boa tarde.

Essa semana tem sido realmente maravilhosa para mim. Tenho reencontrado pessoas que foram muito importantes em minha vida. Como é bom rever pessoas com as quais você conviveu e que marcaram sua vida para sempre. Ontem de noite fui com minha irmã Magda e o cunhado Alencar reencontrar meu irmão Pitágoras Castilhos Müller que havia visto em setembro de 2008 quando de minha vinda para o sul na época que realizei meu sonho de adquirir meu motor home. Depois do reencontro no Hotel Everest fui jantar com ele os amigos Juarez e Nando no Barranco, tradicional casa de Porto Alegre. Minha irmã e o chunhada não foram pois falaram que tinham coisa melhor para fazer em casa (entenda-se dormir, kkkkk) pois a noite estava realmente própria para ficar debaixo das cobertas. Por volta das 23 horas me despedi dele no hotel e retornei de táxi até o apartamento da mana. Meu irmão embarcou hoje as 11 horas com destino ao Rio de Janeiro. Imaginei que ele estivesse de férias, mas estava a serviço.

Vou passar a tarde em casa, separando as roupas pois amanhã de tarde vou com minha irmã e o cunhado até Constantina, RS, rever uma amiga dela e aproveitar a FESTA DO CAMINHONEIRO. De Porto Alegre até lá são mais de 400 km. Voltaremos no domingo ou segunda pela manhã. Na terça sigo para Torres onde vou pegar minha casa ambulante para iniciar novas viagens e descobertas pelas estradas do Brasil. Meu fiel companheiro Bolinha talvez nem queira mais ir comigo pois esta sendo muito paparicado pela cunhada Fátima, o irmão Carlos Henrique e as sobrinhas Taís e Heloísa.

Um grande abraço a todos e até amanhã se DEUS assim o permitir. FIQUEM COM DEUS.

Eu e meu imão Pitágoras em setembro de 2008 no Rio de Janeiro.

Eu com o irmão Pitágorias, a mana Magda e o cunhado Alencar ontem a noite no Hotel Everest em Porto Alegre.

Eu e Pitágoras ontem a noite no Hotel Everest.

Eu e Pitágoras jantando no Barranco ontem a noite com os amigos Juarez e Nando.

APENAS PARA REFLETIR SOBRE A FOTO E A FRASE ABAIXO:

8 comentários:

  1. E... Viva a liberdade!! Menino, você é o protótipo do que muita gente gostaria de ser e fazer, mas falta coragem! Parabéns! Isso mesmo: usufrua a vida! E, boa viagem! Abraço da Célia.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela visita.
    Também já me juntei ao seu grupo de seguidores.
    Beijo
    Nina

    ResponderExcluir
  3. Oi! Obrigada pela visita, seja bem-vindo por lá. Quanto a mim sigo-te.
    Um bj

    ResponderExcluir
  4. Que semana abençoada!
    Assim que é bom. Boa viagem!!
    :D
    Carla

    ResponderExcluir
  5. Boa noite meu amigo aventureiro!
    Mais um dia na vida do meu amigo,e na minha tbm...fico feliz pela sua felicidade em rever seu irmão,sei o quanto isso é emocionante...só quero ver o caminhar do seu dia seguinte...
    Quanto vc ter se preoculpado comigo,só quero te dizer que estou melhor,amanhã quem sabe se não vou amanhecer esquecida,e viver um dia de alivio,rsrsrsrs
    bjs meu querido amigo e boa noite!

    ResponderExcluir
  6. O seu post me lembrou do meu, em que falo sobre irmaos. Nao sei se Pitágoras é realmente é seu irmao de sangue (e de que importa isso né, já que irmaos sao aqueles que nos acompanham), mas imagino como tenha sido especial sua noite na companhia dele. Sua irma bancou a irma que tem em toda família: dorminhoca e que prefere os cobertores que confraternizar em família hehe
    Sua experiência com sua casa ambulante deve ser no mínimo interessante, e vou achar interessante quando puder acompanhá-las aqui no blog. Bolinha é um animal de estimacao?
    Bom fim de semana, meu querido!

    ResponderExcluir
  7. Olá Clemente!
    Obrigada por sua presença no meu Blog, bom demais te ver entre meus amigos, seja bem vindo, e volte sempre que quiser. Aconchegante seu cantinho, belo blog, belas experiencias. e vou ficando por aqui. tenha um otimo dia, Deus abençõe a vc e todos os que contigo estão.
    bjos! bom dia!!!

    ResponderExcluir
  8. Clemente sua viagem familiar está já no fim então né? É tão bom rever os entes queridos, os amigos, os lugares que nos ficam na mente com tantas saudades.
    E quanto ao burro amarrado na cadeira, eu adorei a foto e a frase. Dá pra pensar muito nessas amarras tão frágeis que a vida impõem e nós aceitamos como inquebráveis, desatáveis e ali ficamos perdendo a liberdade tão importante nessa vida.
    Beijokas doces

    ResponderExcluir

OBRIGADO POR VIAJAREM CONOSCO DE MOTOR HOME.